// arquivos

tecnologia

Esta tag está associada a 16 posts

O homem opera como máquina?

Na abertura da Copa do Mundo no Brasil em 2014, houve uma demonstração de tecnologia em que um homem tetraplégico conseguiu controlar uma máquina e, sem usar estímulos mecânicos, chutou uma bola. Esse é um exemplo em que o cérebro humano controlou a máquina, mas o contrário também é possível?

“Exterminador do Futuro” se tornará realidade?

Os estudos sobre Inteligência Artificial (IA) começaram em 1940, quando cientistas procuravam novas funções que os computadores poderiam exercer, e, desde então, as pesquisas não param. Hoje, as novas criações possuem tecnologia muito mais avançada do que os “simples” computadores. Já estão sendo construídas máquinas capazes de criarem, sozinhas, outros robôs melhores que elas mesmas. E já podemos começar a entender parte dos riscos: nós, seres humanos, perderemos o controle da nossa própria criação? – Por: Mariana Molero.

Tecnologia, use com moderação

A cada dia que passa, os seres humanos se tornam mais e mais dependentes das novas tecnologias. De simples jogos a grandes conhecimentos, ela consegue apresentar infinitas possibilidades de uso. E tal uso e dependência é o que traz maiores consequências para as pessoas.

A tecnologia que engorda

Vivemos em uma época de grandes descobertas e avanços tecnológicos, o que antes era ficção científica agora se torna realidade. Graças a esse avanço, o ser-humano vem criando máquinas capazes de realizar trabalhos antes feitos por pessoas com mais rapidez e agilidade. Mas elas não estão apenas nos ajudando, como também estão nos substituindo.

Tecnologia na sala de aula

O uso de telefones celulares e tablets, em um mundo atualmente dominado por tecnologia , mostrou-se algo cada vez mais comum, principalmente nos últimos anos com sua ascensão e seu desenvolvimento. Esse grande e rápido crescimento levou a muitas escolas e instituições de ensino autorizarem o uso de tablets em salas de aula para fins educativos. Segundo a pesquisa TIC Educação 2013, o uso da tecnologia em sala de aula, ainda é voltado para aprender como utilizá-la, e a sua apropriação é um grande desafio.

Hackers: o fim da privacidade

A tecnologia que nos rodeia em computadores, tablets e smatphones foi criada com um propósito básico: ajudar-nos em nossas tarefas cotidianas. Porém, ela pode ser prejudicial se for usada contra nós, como por exemplo, no caso da invasão de privacidade da atriz Jennifer Lawrence. Com o número crescente de pessoas comprando iPhones e iPads, será que não somente ela está vulnerável? Atualmente, com arquivos e fotos sendo salvos na nuvem , será que qualquer um de nós pode ser o próximo?

Celular: uma via de duas mãos

Desde 1973, o aparelho telefônico móvel, mais conhecido como celular, vem mudando drasticamente a vida das pessoas. Na época, o aparelho media 23cm de comprimento e 7cm de largura, pesando 800g, além de somente realizar ligações de até uma hora. Atualmente, suas características são bem distintas, bem como seu uso. Seu tamanho e peso são mínimos e suas utilidades são variadas, fornecendo tanto acesso à internet quanto a possibilidade de chamadas ilimitadas, sem contar serviços de mensagens instantâneas.

Enganação programada

É comum, ao pegarmos um alimento industrializado, achar em sua embalagem alguns números que representam até quando ele pode ser consumido. Com o mercado industrial tão presente em nossas vidas, é possível notar esses números também em aparelhos cotidianos, como lâmpadas e celulares. Não é realmente possível enxergar essa indicação, porém ela existe, e, é denominada atualmente como obsolescência programada, ou seja, quando um aparelho é feito para ser quebrado dentro de certo período de tempo menor do que ele poderia durar. – Por: Melina Arruda de Souza

De olho na lousa, ou na tela?

Atualmente é muito mais difícil manter a atenção dos jovens nos estudos, já que existem novas tecnologias que podem tirar o foco dos adolescentes. Porém, essas mesmas “máquinas” podem ser grandes aliadas dos educadores que, se souberem como agir, podem usá-las a seu favor.

iAulas: A evolução da educação

Mochila pesada, diversos livros, cadernos, estojo, quadro negro. Até pouco tempo atrás, isso era sinônimo de educação de qualidade, mas, hoje em dia, as coisas estão mudando. Com o avanço da tecnologia, não é surpresa nenhuma que diversas instituições de ensino, no Brasil e no mundo, estejam substituindo os livros e os cadernos por tablets em sala de aula. Apesar de um pouco polêmica, a utilização da tecnologia em aula apresenta grandes vantagens: um tablet é muito mais leve e prático de ser carregado do que uma mochila cheia de livros e cadernos, além de evitar o desperdício de papel. Até mesmo as aulas mais maçantes ficam mais interessantes com o material, além de estimular o interesse e a conectividade com o mundo de uma geração que não tem o hábito de sequer pegar em um jornal.