// arquivos

Futebol

Esta tag está associada a 20 posts

O futebol no escanteio

O que precisamos, enfim, para recuperar a nossa identidade e o nosso futebol é aquele amor e a alegria nas pernas que o brasileiro tem por natureza. Só desse modo poderemos dar a volta por cima e retribuirmos toda expectativa e apoio que a torcida brasileira dá ao futebol de seu país.

Por que a Alemanha nos goleou?

No dia 8 de julho de 2014 o futebol brasileiro dava seu último suspiro: Alemanha fez 7 e o Brasil 1. O maior vexame na história do futebol brasileiro, perder por uma diferença de 6 gols, em casa, numa semifinal de Copa do Mundo, com direito a inúmeros recordes quebrados inclusive o mítico recorde de gols de Ronaldo fenômeno em Copas do Mundo e a maior goleada que o Brasil já levou.

Uma esperança olímpica

Apesar do título na Copa das Confederações, em 2013, contra uma seleção espanhola que parecia estar mais interessada no turismo sexual no país do que em futebol, a equipe continuou sem uma identidade definida e surgiram os primeiros comentários de que o Brasil sofria de Neymardependência. O que não era algo ruim. Até o momento em que o dono da farda de capitão mostrou ser um garoto mimado e ”estressadinho”. A superestrela passou a perder a cabeça não apenas em jogos, mas também em coletivas.

Torcidas únicas: mal necessário?

No dia 4 de abril de 2016, recebemos a triste notícia de que os clássicos no Estado de São Paulo passariam a ter torcida única até, pelo menos, o final do ano. Além disso, mais duas medidas foram tomadas: as torcidas foram proibidas de entrar nos estádios com faixas, roupas e utensílios que fazem alusão às organizadas e também os próprios clubes foram proibidos de doarem ingressos para a torcida uniformizada.

O país do futebol

Se no Brasil infelizmente o gosto pela literatura não é uma paixão de todos, não podemos dizer o mesmo do futebol. O esporte é o mais praticado no país, e consequentemente é também o mais importante. É o que faz dele parte de nossa cultura e meio socioeconômico. A beleza desse esporte não está apenas […]

O contestado título de 1951

Após uma das maiores decepções da história do futebol brasileiro, a perda da Copa do Mundo de 1950 para o Uruguai no Brasil, houve um certo período de desencanto por parte da torcida e os estádios começaram a perder público. Como não era possível realizar outra Copa do Mundo, surgiu uma grande ideia por parte dos dirigentes de […]

Copa do Mundo “abrasileirada”

Quando foi anunciado em 30 de outubro de 2007 pela FIFA que nosso país seria a sede dos jogos da Copa do Mundo de 2014, a primeira reação dos brasileiros foi de grande euforia. Todos se empolgaram com a ideia de que o pentacampeão mundial de futebol abrigaria um dos maiores eventos de confraternização entre países. Porém, quando começou a divulgação e a consequente conscientização da população com os gastos, a situação se reverteu. Estima-se que aproximadamente 55% dos brasileiros passaram a ser contra a realização do evento da FIFA dois meses antes dele ocorrer.

Violência nos estádios brasileiros

Ir aos estádios brasileiros acompanhar jogos de futebol está se tornando cada vez mais difícil por conta da violência. Não à toa o Brasil ocupa o posto de país com mais mortes em estádios, graças a rixas entre facções que se denominam “torcidas organizadas”. Desde o final da década de 40 com o surgimento no Brasil das torcidas organizadas ou uniformizadas, o índice de mortes nos estádios brasileiros vem aumentando. Hoje em dia existem mais de 200 organizadas no Brasil, e a maioria delas já brigou entre si por causa de futebol, comprometendo vidas e depredando patrimônios.

A Copa da escravidão

A Copa do Mundo de 2022 ainda não começou, mas está nas manchetes do mundo inteiro. Mas não pelos motivos desejados. O governo do Qatar está sendo acusado de uso de trabalho escravo na construção dos estádios que serão utilizados no evento.

Torcidas (mais) organizadas

Um problema que todos os anos vem crescendo no Brasil é o comportamento das torcidas de futebol organizadas. Algumas, é claro, se comportam de maneira correta, outras no entanto deixam a desejar. Por que em outros lugares do mundo o comportamento tende a ser melhor? Existe alguma explicação?