// você está lendo...

Esportes

Um gigante a ser batido

A maior liga de basquete do mundo, a National Basketball Association (NBA), foi criada em 1946 com a presença de apenas onze equipes. Após um início tumultuoso, a partir de seu terceiro ano, a liga começou a ascender e não parou até os dias de hoje, com a entrada de times novos, melhoria nas regras, infraestrutura, divulgação, investimentos e o aprimoramento da técnica.

Atualmente a Liga é composta por trinta equipes, sendo quinze do lado Leste e quinze do lado Oeste. Todas elas se enfrentam na temporada regular, composta por oitenta e dois jogos, dos quais quarenta e um são disputados no ginásio próprio e quarenta e um no do adversário. Os times da mesma conferência acabam se enfrentando de duas a quatro vezes na temporada regular, e os times de ligas opostas enfrentam-se de uma a duas. Após essa primeira fase, vêm os playoffs, fase do campeonato em que as equipes se enfrentam em confrontos eliminatórios de melhor de sete. E por fim o campeão do lado Leste enfrenta o campeão do lado Oeste na Final, na qual as equipes se enfrentam em sete jogos decisivos, dos quais é preciso ganhar quatro.

Entre os times da conferência Leste que mais se destacaram no campeonato nos últimos cinco anos estão o Cleveland Cavaliers (CAVS), Boston Celtics e Miami Heat. Já entre os da conferência Oeste são: Houston Rockets, San Antonio Spurs, Oklahoma City Thunder e Golden State Warriors (GSW). Esses sete times que estão vivendo uma boa fase são os que trazem mais audiência, geram mais dinheiro e possuem uma melhor técnica que os demais, além de trazerem um espetáculo melhor. Os outros vinte e três times não têm tanta expressão e força para competir com os sete mais bem preparados.

Camisa do Stephen Curry, astro do GSW-foto tirada por Guilherme Maluf

Camisa do Stephen Curry, astro do GSW. Foto: Guilherme Maluf

O GSW foi criado juntamente com a NBA, em 1946. Naquele ano a equipe foi fundada com o nome de Philadelphia Warriors, transferiu-se para São Francisco em 1962, quando mudou seu nome para Golden State, e por fim se mudou para Oakland. Logo em sua primeira temporada a equipe conseguiu ganhar o título, vencendo o Chicago Stags em um confronto que durou apenas cinco jogos. Além dessa conquista somam-se mais quatro: os torneios de 1955-56, 1974-75, 2014-15 e 2016-17.

O GSW está vivendo a melhor fase de sua história, já que nos últimos três anos chegou em todas as finais, e em apenas uma não conseguiu ganhar o título. Todo esse sucesso se iniciou com o grandioso trabalho de seu treinador, Steve Kerr, que fez com que Stephen Curry se tornasse um dos melhores jogadores da franquia e da liga. Além disso, o treinador mudou a maneira de jogar basquete nos últimos anos, já que nas décadas passadas o jogo era mais truncado e mais físico (jogo no garrafão), passou a ser um jogo mais rápido e leve, com mais bolas de três pontos e transições ofensivas. A principal estratégia do GSW é ter um time mais baixo, sem um pivô de oficio, para poder ter cinco jogadores que chutam bem de três pontos e possam ficar bem espaçados na quadra, razão pela qual acaba batendo muitos recordes.

O time do Golden State Warriors é composto por inúmeros astros da NBA, como Stephen Curry, conhecido como “menino”, pois é um atleta leve, rápido e que joga com alegria, além de que ser o responsável pela ascensão do time. Outra estrela que faz parte desse é Klay Thompson, que chegou a ganhar o torneio de três pontos de 2016, contra seu companheiro de equipe Curry. Essa dupla foi nomeada como “Splash Brother”, visto que eles juntos convertem muitas bolas de três pontos. Além dessa dupla, o time tem o melhor jogador de defesa premiado pela NBA do ano passado, que é Andre Iguodala. E para fortalecer ainda mais a equipe, veio o MVP (Most Valuable Player) da temporada 2014, Kevin Durant, uma das maiores promessas para o hall da fama onde jogadores, técnicos e árbitros são lembrados pela sua importância e influência na história do basquete. E, para fechar o time que vem quebrando recorde atrás de recorde, temos Zaza Pachulia, um pivô sem muito destaque, porém importante para a rotação do time durante os jogos. Além desse quinteto (time titular) o time contratou Nick Young, um jogador que tem bom arremesso de três pontos, característica forte do Golden State Warriors.

Escudo de Houston´internet

Escudo de Houston

Já que o GSW é o time a ser vencido, os outros times estão se reforçando ao máximo para conseguir fazer jogos de igual para igual. Os times que vêm se reformulando ainda não se encaixam nos times da elite da liga, embora possam dar trabalho ou desconforto. Entre as equipes que podem realmente competir pelo título dessa temporada junto ao Warriors é o Houston Rockets, pois possui um dos astros da NBA, James Harden. Além desse jogador foi contratado o armador Chris Paul, um ótimo passador e arremessador. E esse time tem a presença do melhor brasileiro da atualidade que joga na NBA, Nene Hilario.

Outro time que pode vencer essa temporada é o do San Antonio Spurs, que tem os jogadores mais experientes, como Tony Parker, Paul Gasol, LaMarcus Aldridge, Rudy Gay, Manu Ginobili e Danny Grren além do jovem talento Kawhi Leonard. Por ser um time mais velho, demonstra muita experiência e muito talento para enfrentar de igual para igual o GSW. Como já comprovado no ano passado, quando o Spurs vinha ganhando o primeiro jogo da série eliminatória por mais de quinze pontos até que a estrela do time (Leonard) saiu machucado com dores no tornozelo, o time não resistiu e foi eliminado por quatro a zero.

Escudo do Boston-foto internet

Escudo do Boston

O time do Boston, outro que pode oferecer resistência ao GSW, fez uma das maiores trocas da última janela de transferência com os Cavs, trocando seu astro Isaiah Thomas, de apenas 1 metro e 75 centímetros de altura, pelo Kyrie Irving, que não estava satisfeito no time do Cleveland. Além do Irving, os Celtics contrataram Gordon Hayward e Al Horford, e o time já tinha Marcus Smart, um jogador com muita raça e técnica. Com esse novo quarteto o Boston pode sim fazer um confronto com o GSW sem ser massacrado.

Outro time que pretende desbancar o GSW é o do Thunder, já que foi o segundo que melhor contratou, só perdendo para o Cavs. A equipe contratou duas estrelas: Paul George, do Indiana e Carmelo Anthony, do New York. Essa dupla veio para formar um trio com o dono do time Russell Westbrook, considerado o MVP da temporada passada, terminando com média de Triple-Double, fato que se dá quando um jogador terminar um jogo com mais de dez unidades em três quesitos (pontos, rebotes, assistências, roubada de bola e tocos). Esse time e o Houston, da conferência Oeste, estão com melhores condições e podem conseguir derrubar o GSW e ir em busca de um título da NBA.

Escudo do Cavs- internet

Escudo do Cavs

O Cleveland Cavaliers, time que fez a final da NBA por três anos seguidos com o GSW, só conseguiu superá-lo numa final épica na qual o Cavs fez a maior virada de final da história da NBA. Naquela disputa eles perdiam por três a um e conseguiram virar para quatro a três e erguer a taça com muita alegria na temporada 2015-16. Eles querem fazer história novamente e para isso será necessário vencer novamente o GSW. O time já tinha nada mais nada menos que LeBron James, considerado o “king” por muitos, pois tem o melhor físico da competição, é um jogador muito explosivo, decisivo e eficiente, todas características para o sucesso. Outro aspecto é que eles contrataram jogadores bons para o banco de reservas, algo que eles tinham como defeito do ano passado. Sendo assim o Cavs é o time mais bem preparado em todos os aspectos para tentar acabar com a dinastia que o GSW vem criando na NBA.

Todos os times já mencionados tentaram derrubar ou vencer o time do GSW, porém nenhum deles estava conseguindo, pois eles tinham um time muito superior aos demais fisicamente e taticamente. Nesses últimos tempos o GSW bateu o recorde de vitórias na temporada regular com 73 em 82 jogos disputados, quebrando o recorde anterior do Chicago Bulls, com 72.

Na temporada passada eles fizeram mais uma boa campanha na temporada regular mais o que veio nos surpreender foi a praticamente perfeita atuação do GSW nos playoffs, só perdendo um jogo para os Cavs na final. Sendo assim, foram consagrados campeões da NBA.

Porém essa superioridade aparentemente vai se acabar com a nova temporada da NBA, já que muitos times se reforçaram e planejaram suas equipes para jogar contra o GSW. Com isso a expectativa é de que o Cavs possa fazer um conflito muito mais equilibrado do que fez no ano passado. Na conferência Oeste deve haver uma maior disputa entre GSW, Houston, Spurs e Thunder, quatro equipes de qualidade. Com isso quem ganha é a NBA e seus espectadores que poderão ver melhores confrontos e um melhor espetáculo vindo deles.

Em 17 de outubro de 2017 começou a temporada 2017-18 da NBA e ela foi composta por dois grandiosos jogos. O primeiro foi entre Boston e Cavs, com vitória do Cavs por 102 a 99. Infelizmente, nessa partida um dos principais reforços do Boston (Hayward) teve uma lesão mais grave no tornozelo e deve ficar de 3 a 6 meses fora. A outra partida foi entre o GSW e Houston, quando o Golden perdeu em casa de 122 a 121, num jogo eletrizante e decidido só nos últimos segundos. Só temos que esperar uma melhora da NBA nesse ano, com jogos ainda mais emocionantes e disputados.

Discussão

No comments for “Um gigante a ser batido”

Postar um comentário