// você está lendo...

Acontece no Stockler

A construção do futuro

Escolher o que cursar na faculdade no auge da adolescência não é uma simples decisão. Até mesmo aqueles que descobrem um dom têm dificuldade para escolher uma área entre as inúmeras que compõem o atual mercado. Para definir a profissão com menos de 18 anos é necessário – na maioria dos casos – passar por um processo investigativo, além de autoavaliar-se e refletir sobre todas as opções convenientes. O principal conselho dado por profissionais já experientes aos jovens é: escolha o que gosta de fazer. Porém, além de identificar-se com a área, há vários outros fatores influentes na escolha de uma carreira profissional.

Com o objetivo de auxiliar seus alunos em uma das grandes escolhas de suas vidas, o Colégio Stockler promove o Mergulho nas Carreiras. Realizado anualmente em uma manhã de sábado, o evento oferece painéis, palestras e bate-papos sobre diferentes profissões, eleitas de acordo com o interesse dos próprios estudantes. Engenharia, Administração e Medicina foram as mais populares no Mergulho nas Carreiras. Profissionais e universitários discursam e tiram dúvidas sobre os cursos e empregos das respectivas profissões.

O painel de Engenharia foi bastante instrutivo e enriquecedor. A mesa era composta por sete palestrantes: entre eles, engenheiro eletrônico, químico, de alimentos, elétrico e estudante de Engenharia de produção. Um fator enfatizado nos discursos de mais de um deles foi a versatilidade de um engenheiro. Explicaram a facilidade que o profissional da área tem em enquadrar-se em funções diretamente relacionadas outras profissões. Quando se necessita de alguém para ocupar a vaga em alguma área abrangente de uma empresa, por exemplo, um engenheiro é a opção imediata. Esta preferência é justificada pelo modo singular com o qual o engenheiro aprendeu a raciocinar.

No mesmo contexto, para ter facilidade é possível e recomendado partir para uma outra área como um complemento após cursar a faculdade de engenharia, para trabalhar a parte de humanas e ter facilidade em relações gerais durante a vida de engenheiro – fazer uma pós-graduação de administração, por exemplo. Traçar o caminho inverso, no entanto, é inviável, evidenciando mais uma vantagem da profissão.

Uma hora e meia de conversa e esclarecimento de dúvidas foi fundamental para que o aluno interessado em engenharia pudesse se situar um pouco mais no universo da carreira profissional que pretende abraçar. A sensação ao acabar o painel era de ter potenciais engenheiros reunidos em uma sala, ouvindo orientações daqueles que um dia tomaram a decisão de que cursariam Engenharia. Um projeto como o Mergulho nas Carreiras, responsável por aproximar o aluno da realidade das profissões, tem suma importância no quesito de apoio ao jovem no processo de escolha da carreira.

Discussão

No comments for “A construção do futuro”

Postar um comentário