// arquivos

Arquivo de November, 2017

Os filhos da crise

Desde o início da crise econômica brasileira em 2015, muitos trabalhadores brasileiros viram-se desempregados de uma hora para outra. De acordo com o IBGE, o Brasil apresenta atualmente cerca de 13 milhões de desempregados, mas esse número tem caído em relação ao primeiro trimestre desse ano. A redução foi causada principalmente devido ao aumento de trabalhadores informais ou que trabalham por conta própria, algo que vem sendo cada vez mais comum nesses tempos de dificuldade e que tende ser uma saída para aqueles que perderam seus empregos. – Por: João Paulo Nagae.

A burrice do ensino

A Reforma do Ensino Médio, inicialmente proposta pelo governo de Michel Temer em setembro de 2016 como medida provisória e aprovada em fevereiro de 2017, é uma piada. Temer faz uma tentativa “cômica” de imitar o modelo de ensino dos Estados Unidos enquanto, ao mesmo tempo, suja a imagem da democracia, ao tentar impor uma “medida provisória” sem consultar a população. Um assunto importante como tal merece a participação de todos. Ainda mais, a proposta tenta encorajar a terceirização, que é basicamente a substituição de um professor por outro, geralmente menos qualificado, mas que trabalha por um salário menor. Esse terceirizado é apontado por uma empresa, que lucra com isso.

Cotas: uma solução inadequada

É inegável que, em um país com profundas desigualdades, é essencial que o Estado promova processos de inclusão, uma vez que é sua obrigação criar oportunidade para aqueles que não conseguem se aproximar do ideal de igualdade imposto pela Constituição e são condenados a permanecer às margens da sociedade. No entanto, existem duas formas de tentar corrigir esta situação: governos podem investir na melhora da qualidade de escolas públicas, garantindo um maior desempenho destes alunos nos vestibulares; ou a universidade pode discriminar esses alunos já marginalizados, dando pontos extras, garantindo uma fração das vagas para esse grupo exclusivo.

Mente imatura em encruzilhada

“Para o que você vai prestar?” e “Já sabe o que vai fazer?” são algumas das perguntas que mais assombram a maioria dos adolescentes brasileiros. A escolha da profissão no período do fim do Ensino Médio é um momento de pressão, estresse e, muitas vezes, escolhas erradas feitas pelos vestibulandos. Mas será que quem está errado é o estudante, ou é esse sistema que obriga jovens a fazerem escolhas tão importantes ainda tão cedo?

A ascensão da matriz africana

A cultura africana foi discriminada ao longo dos séculos, desde sua inserção em solo brasileiro. Por meio do tráfico negreiro, os primeiros africanos vieram habitar o Brasil como escravos de engenho, de plantações e de lavouras. Seus costumes foram reprimidos e os escravizados foram obrigados a participar da catequização. No decorrer do tempo, seus costumes passaram a ser mais aceitos. Atualmente, a aceitação dos traços afros na estética tem crescido. O cabelo crespo cada dia tem deixado de ser considerado ‘cabelo ruim’, muitas youtubers de moda têm incentivado os negros a assumirem suas origens, deixando de lado os alisamentos e relaxamentos. Ademais, o samba (estilo musical de origem negra) tem tido uma grande repercussão mundial, as músicas se tornaram um símbolo nacional, por exemplo, a música “Isto Aqui, O que é?”, de Caetano Veloso.

O homem opera como máquina?

Na abertura da Copa do Mundo no Brasil em 2014, houve uma demonstração de tecnologia em que um homem tetraplégico conseguiu controlar uma máquina e, sem usar estímulos mecânicos, chutou uma bola. Esse é um exemplo em que o cérebro humano controlou a máquina, mas o contrário também é possível?

A inovação nos jogos mobile

Pokémon GO é um jogo para dispositivos móveis lançado em 6 de julho de 2016, no qual você pode capturar diferentes monstros dependendo da sua localização no mundo real. Para essa experiência o jogo utiliza o GPS (Global Positioning System) com o objetivo de mostrar diferentes Pokémon que podem ser capturados: dependendo de sua localização os tipos de monstros que apareceram serão diferentes. O lançamento de Pokémon GO teve muita repercussão nas redes sociais e nos programas de notícias devido aos problemas que esse jogo gerou para muitas pessoas, ocasionando assaltos e acidentes. Contudo, um ponto que não teve muita discussão devido às diversas críticas direcionadas aos riscos do jogo foi a revolução que esse jogo poderia apresentar para o universo mobile.

UEFA sem hegemonia?

A Champions League (CL) é o maior campeonato interclubes do mundo, organizado pela UEFA desde 1955. Desde a temporada 2005/2006, há uma suposta hegemonia dos times espanhóis, que, passadas 12 edições do torneio, foram vencedores em 7 delas. O curioso é que quando se fala em times espanhóis, leia-se apenas o Barcelona e o Real Madrid. Ou seja, há um notável domínio nesse campeonato nos últimos 12 anos: o Barça levou a Orelhuda 4 vezes, e o Real, 3. Nesta temporada (2017/18), o Real Madrid vem passado por dificuldades em seu elenco, assim como o Barcelona sofreu na última temporada. Em contraste, times que nunca conquistaram o tão querido torneio, especificamente o Manchester City e o PSG, vem crescendo bruscamente nas últimas temporadas, abrindo uma brecha para o título inédito.

Por dentro da gestão

Numa terça feira em setembro, o profissional Marcio Mota, de 46 anos foi entrevistado para contar um pouco sobre sua experiência profissional. Ele se formou na Universidade Mackenzie em administração e direito. Hoje ele exerce essas duas áreas no D’Avó Supermercados, que tem 33 anos de existência.

Com os desejos na cabeça

Na sociedade atual algo indispensável para todas as áreas é o conhecimento psicológico da população como um todo. Em diversas áreas, é necessário ao sucesso um aprofundamento para maior compreensão de como outro indivíduo constrói sua história e o que espera do futuro, o que deseja e o que o satisfaz. Nesse contexto surge o papel da psicologia comportamental.