// arquivos

Arquivo de June, 2016

Um mergulho nas carreiras… e na sua vida

O Mergulho nas Carreiras no Colégio Stockler é uma feira em que profissionais e faculdades de São Paulo vão para o colégio a fim de discutir as profissões com os alunos. As universidades montam estandes e conversam com os estudantes que se aproximarem e explicam sobre os cursos que oferecem. Os profissionais convidados falam sobre suas profissões em painéis, palestras e oficinas, abertas para alunos, pais e outros convidados. Na oficina e no painel de medicina, os convidados discutiram a função social dessa profissão em relação aos desafios e dificuldades que a humanidade enfrentará no futuro. Em um mundo cuja natureza está debilitada, a poluição reina e as doenças se espalham em surtos todos os anos, a medicina desempenha um papel fundamental. – Por: Victoria Raiol.

A máfia dos convênios

Para evitar que a medicina continue a se tornar cada vez menos sensível às necessidades dos pacientes, é preciso que medidas sejam tomadas urgentemente. O governo, com o intuito de frear a exploração exercida pelos convênios, deve instituir legislações que regularizem um retorno financeiro justo ao médico pelos tratamentos executados, da mesma forma que necessita investir no sistema de saúde público. Além disso, as universidades do país têm a obrigação de garantir que sua grade curricular inclua aulas que discutam com os estudantes a importância de uma relação atenciosa para com o doente. Apenas dessa forma as faculdades farão dos estudantes futuros médicos mais éticos e humanitários. Assim, tanto os profissionais quanto os pacientes estarão protegidos e terão seus direitos respeitados.

Uma profissão para ter em mente

Durante o Mergulho das Carreiras do Colégio Stockler, no painel de psicologia, muitas questões foram levantadas em relação ao seu futuro e concluiu-se que ela é a profissão do século XXI. Segundo os convidados Mauricio Vaz Pinto e Gisele Coutinho, essa ciência social vai se tornar cada vez mais requisitada por ser muito versátil e desenvolver o bem estar do indivíduo, avaliar a qualificação de profissionais e possibilitar a interpretação das nossas decisões de compra. O psicólogo Paula Prado afirma que essa utopia pode ser representada a partir da mobilização da sociedade na ênfase da subjetividade e na luta contra as dificuldades de cada pessoa.

Alimento, o seu medicamento

Dentro da medicina, o ramo da nutrição exerce um papel extremamente funcional: seus profissionais têm como objetivo um futuro mais saudável e mais verde. No entanto, o poder da mídia sobre os consumidores faz com que eles relacionem comida saudável à comida ruim. Uma imagem totalmente distorcida e cheia de falta de informação.

Justiça no horizonte

Como dizia o renomado escritor uruguaio Eduardo Galeano: “A utopia está lá no horizonte. Aproximo-me dois passos, ela se afasta dois passos. Caminho dez passos e o horizonte corre dez passos. Por mais que eu caminhe, jamais alcançarei. Para que serve a utopia? Serve para isso: para que eu não deixe de caminhar”. Uma profissão permite que o ser humano use uma série de aparatos, próprias dela, para desenvolver novas questões que beneficiam o mundo. Por mais que a luta seja dura, quando se consegue a aceitação da causa defendida, obtém-se o maior jubilo: transformar a humanidade. Uma das carreiras que pode ser encarregada de realizar mudanças na conjuntura em que se vive é o Direito. Ela possibilita que a população atinja anseios próprios de forma justa, de acordo com as leis que regem a sua pátria. Mas nem tudo é perfeito: como qualquer instituição no mundo, a justiça contém falhas que levam à injustiça.

Gênios do engenho

Engenharia, derivada de “engenho”, que em latim (ingenium) significa “gênio”, surgiu nos primórdios da humanidade com a polia e a roda. Mesmo que a palavra não existisse no momento em que foram criadas, hoje em dia essas invenções se encaixariam perfeitamente no conceito de engenharia, que busca conhecimentos da mecânica e da matemática para criar objetos utilitários. Graças à engenharia, existem as cidades, os objetos, e até mesmo os alimentos e remédios.

Os desafios da gestão profissional

A administração de empresas é e sempre será uma carreira conceituada e renomada. Esse curso consiste em formar profissionais com a capacidade de empreender e liderar negócios. A estratégia e o planejamento são fatores fundamentais na área, além do que será necessária a criatividade e a inovação para se destacar no futuro da profissão. Após o Mergulho nas Carreiras, evento proporcionado pelo Colégio Stockler, a ideia do futuro da administração ficou mais clara e explícita. Os palestrantes falaram como os estudantes devem se preparar para esse mercado de trabalho.

Administrador do futuro

O jovem que escolhe a carreira de administrador hoje em dia se tornará um profissional muito completo. Ele precisará entender um pouco de todas as áreas da empresa, como, por exemplo, contabilidade, finanças, marketing, RH e desenvolvimento de produtos. Deve saber desde o operacional até o estratégico. Os objetivos de um aluno de administração são: saber como reger uma empresa própria ou melhorar a performance de uma empresa que já existe.

Na conta, o preço do amanhã

Com frequência vemos pessoas passando por transtornos em suas vidas: saber enfrentar essas dificuldades que a humanidade terá no futuro parece uma missão árdua e complexa. Cada respectiva profissão tratará desses desafios de maneira diferente, adaptando-se aos problemas de modo peculiar, levando soluções determinadas à sua área de trabalho. Na economia, a tarefa de cada formando envolverá principalmente crises econômicas e dificuldades de adaptação no mercado. Em períodos nos quais os custos devem ser reduzidos e o dinheiro controlado, a importância do economista é mais valorizada. Como função social, os profissionais auxiliarão pessoas menos instruídas em seus gastos e investimentos, sendo assim capazes de fornecer uma melhor estabilidade monetária.

Infância consumida

Dentre diferentes métodos de publicidade, a infantil vem sendo muito questionada nos dias de hoje. Essa prática é muito comum e uma boa técnica para venda de produtos, já que a criança é facilmente manipulada. Um exemplo do uso desse meio de divulgação é a associação de personagens infantis a alimentos. Para uma boa influência existem alimentos que fazem bem à saúde, como maçãs ou cenourinhas da Turma da Mônica, bichinhos da Parmalat (marca de leite), entre outros. Essa é uma maneira positiva do uso da publicidade infantil, porque leva crianças a quererem produtos que direcionam a uma boa qualidade de vida (mais saudável). Por outro lado, essa mesma prática pode induzir a uma má qualidade de vida, utilizando personagens e brindes para chamar a atenção do pequeno, como Mc Lanche Feliz, Kinder Ovo, ou bolinhos industrializados que possuem sempre diversos personagens em suas embalagens.