// arquivos

Arquivo de May, 2015

Médiuns do negócio

Espalhar ideias novas, vender produtos ou serviços fica muito mais fácil com jingles, caricaturas ou jeitos atraentes, divertidos e criativos. A propaganda, dita há anos como “alma do negócio”, se reinventa de tempos em tempos e acompanha o desenvolvimento do consumidor e dos meios de comunicação. Elizabete Fernanda Freixedelo Ponce , coordenadora de marketing de trade de marcas exclusivas do grupo pão de açúcar, é formada em propaganda e marketing em 2001 pela UNIP e pós graduada em gestão de negócios pelo IBEMEC. Em nossa entrevista ela conta como é sua experiência nesse ramo que, desde a década de 90, tem sido a escolha de muitos jovens que têm interesse de se tornar um “médium do negócio”.

Arte, a mentira que nos permite conhecer a verdade

Muito mais do que um conjunto formado pela escultura, artes gráficas, arquitetura, pintura e artesanato, as artes plásticas são uma forma de captar as emoções e o deslumbramento diante dos acontecimentos do mundo real e imaginário. É a eternização da singularidade de um indivíduo e do ser humano como um todo. Segundo o artista plástico Deneir de Souza Martins “Como antenas que captam os rumores do mundo, o artista percebe o que passa pelo imaginário coletivo e transforma esta enorme quantidade de informação em arte”. É, portanto, o indivíduo que enxerga ou assimila o cotidiano de uma forma diferente, transformando-o em algo concreto.
A arte se insere de alguma forma, em todos os aspectos do nosso dia a dia. A questão visual, nesse sentido, está presente em inúmeras atividades, seja no grafite das ruas, na tela do computador e celular ou até mesmo no simples design de um caderno escolar. A cultura, portanto, é essencial e onipresente. Surge então a figura do profissional ligado a essa área, o artista plástico. Formada em 1987, a artista plástica Ana Claudia Camargo, possuía, desde a infância, um enorme interesse e talento em atividades ligadas à produção artística. Através do contato com cursos de trabalhos manuais, desenhos, modelagem e artesanato, decidiu transformar a paixão em carreira, ingressando no curso da FAAP. A seguir, ela nos conta um pouco sobre sua trajetória profissional.

O desenhar do arquiteto

Como mulher e mãe, Silviane Nicolato usufruiu, desde cedo, de sua grande habilidade criativa. Formada em em Arquitetura e Urbanismo na Universidade de Santa Úrsula, no Rio de Janeiro, Silviane já trabalhou em diversas empresas: no escritório ARQ RE (Rio de Janeiro); na fábrica FACILITIES (São Paulo), atuando como designer de produtos, espaços e exposições; e na fábrica MAIS DESIGN (São Paulo), atuando também como designer de produtos, espaços e exposições). Hoje, trabalha como profissional autônoma, atuando como designer de interiores e mobiliário.

Fisioterapia, profissão essencial nas novas gerações

A Fisioterapia é um conjunto de técnicas usadas para tratar doenças e lesões, é de extrema importância já que o tratamento previne e trata disfunções do organismo causadas por acidentes, má formação genética ou vícios da postura, algo muito comum hoje em dia. Porém, de acordo com, Lígia Maria, que fez pós-graduação na USP em fisiologia do exercício, a Fisioterapia tem sua parte inspiradora: o profissional tem que ter a capacidade de reverter uma dor e muitas vezes dar uma segunda chance a um sonho do paciente que foi incapacitado pela disfunção.

O passo a passo da pedagogia

A pedagogia é um curso que prepara o profissional para realizar atividades, criar métodos elaborar materiais didáticos voltados para o ensino e educação. O pedagogo pode escolher diversas áreas de atuação, como por exemplo, em escolas ou outros sistemas de ensino ou até pedagogia empresarial. Para esclarecer a quem tem dúvida sobre esta carreira, seja porque não a conhece ou porque a conhece porém não têm certeza do que quer cursar, entrevistamos a orientadora educacional do Colégio Stockler, Kátia Ritzmann, que quando foi prestar o vestibular ficou em dúvida entre o curso de medicina e o de pedagogia, optando pelo segundo.

Administrando o futuro

O termo “administração” vem do latim administratione, que significa direção, gerência. Ou seja, é o ato de administrar ou gerenciar negócios, pessoas ou recursos, com o objetivo de alcançar metas definidas. É uma área do conhecimento fundamentada em um conjunto de princípios, normas e funções elaboradas para disciplinar os fatores de produção, tendo em vista o alcance de determinados fins como maximização de lucros ou adequada prestação de serviços públicos. Para saber mais sobre essa carreira, entrevistamos Luigi Fernandes Pilatti, de 26 anos, que fez o curso de administração na Instituição Getúlio Vargas (FGV) e atualmente trabalha no Banco Safra.

Relações internacionais: o mundo é sua casa

Globalização tornou-se um termo bastante comum na década de 90, associado às grandes mudanças ocorridas no sistema econômico internacional. Como as empresas precisavam internacionalizar suas atividades, elas começaram a sair de seus países de origem e espalhar-se pelo globo para estabelecer sua produção em locais de maior benefício. Agora as indústrias e os países onde se encontravam tinham que se comunicar para negociar, e como resultado de tudo isso, houve uma maior integração política e econômica. Para que essas conexões fossem feitas, alguém teria que conduzi-las. Relações Internacionais, conhecida pela sigla RI, é uma profissão que visa o estudo econômico, político, social e cultural entre países. Esse curso analisa o cenário mundial, investiga o mercado, avalia as possibilidades de negócio e aconselha investimentos. Para sabermos um pouco mais sobre esse ramo de trabalho, entrevistamos Carla Gouveia, que fez faculdade de Relações Internacionais na instituição de ensino ESPM, e aceitou nos contar um pouco de sua experiência na sua formação, além de nos explicar suas opiniões sobre sua escolha de profissão e suas pretensões para o futuro.

A arte do design

Uma das profissões mais importantes da época em que vivemos é o designer gráfico, ele é a mente por trás de quase tudo que usamos e vemos no dia a dia e seu trabalho é unir a finalidade e a estética de um produto. Desde capas de revistas até outdoors e propagandas virtuais, o designer pensa e aplica as ideias de uma marca em um produto. Podemos tomar como exemplo um dos mais bem feitos trabalhos de integração entre estética e ideal empresarial atual: o iPhone. Esse celular uni a proposta de acessibilidade e sofisticação com um formato ergonômico e agradável aos olhos, uma revolução em toda a indústria tecnológica. Com um mercado em grande expansão, a profissão de designer gráfico é muito procurada, e para nos dar mais informações sobre ela, entrevistamos o profissional Fernando Brandão, professor da Escola de Computação Gráfica Saga, unidade Santo Amaro e formado pela universidade Anhembi Morumbi.

O trabalho que dá um sorriso

A odontóloga Patricia de Fusco, de 48 anos, conta na entrevista a seguir um pouco sobre sua carreira.

Viajar é seu destino

Tatiane Madeira formou-se em turismo e trabalha na área há uma década, e conta na entrevista a seguir sua experiência nessa área.