// arquivos

Arquivo de March, 2015

Anistia: uma máscara necessária?

A ditadura militar brasileira acabou nos anos 1980, mas muitos dos seus crimes continuam sem julgamento até hoje devido à lei da Anistia. Apesar do esforço da Comissão da Verdade em revelar nosso passado, seus membros não detinham o poder de julgar os crimes investigados. A Lei da Anistia deve servir como impunidade vitalícia para aqueles que cometeram crimes no regime autoritário? – Por: Bruna Prado.

Papai Noel: uma crença saudável?

Ensinar para os filhos que Papai Noel e Coelho da Páscoa existem é uma tradição. Mas nem sempre, por ser uma tradição, resulta em hábito certo. Será que ao colocar essas crenças na cabeça da criança não estamos mentindo para ela e criando a possibilidade de magoá-la futuramente? Ou quem sabe pior: traumatizá-la.

Música, um vício universal

Desde o começo da História, até os dias de hoje, a música esteve presente em todas as culturas, tornando-se muito importante e poderosa para o ser humano. Mas por que nós a consideramos algo tão essencial e prazeroso?

Brasil, um país de todos?

Segundo a ONU, o Brasil está atualmente entre os dez países com maior índice de desigualdade social e isto não é surpreendente. A desigualdade brasileira existe desde os tempos coloniais. A única diferença agora é a convivência entre favelas e prédios luxuosos, o que gera uma realidade conflituosa no cotidiano brasileiro. Enquanto os mais pobres sentem-se oprimidos e injustiçados pelos mais ricos, estes se sentem ameaçados e inseguros em relação aos mais pobres. Será possível solucionar este problema? Quais são as providências que o governo tomou?

A tecnologia que engorda

Vivemos em uma época de grandes descobertas e avanços tecnológicos, o que antes era ficção científica agora se torna realidade. Graças a esse avanço, o ser-humano vem criando máquinas capazes de realizar trabalhos antes feitos por pessoas com mais rapidez e agilidade. Mas elas não estão apenas nos ajudando, como também estão nos substituindo.

O mercado dos videogame$

A terceira revolução industrial denominada como revolução técnica científica desencadeou uma série de avanços para a sociedade. Um deles é a indústria dos jogos eletrônicos que vem se desenvolvendo e popularizando no mundo com rapidez ao longo desses últimos 20 anos, atraindo um novo mercado no entretenimento já considerado um dos mais lucrativos da atualidade, ultrapassando a grande indústria do cinema.

Tecnologia na sala de aula

O uso de telefones celulares e tablets, em um mundo atualmente dominado por tecnologia , mostrou-se algo cada vez mais comum, principalmente nos últimos anos com sua ascensão e seu desenvolvimento. Esse grande e rápido crescimento levou a muitas escolas e instituições de ensino autorizarem o uso de tablets em salas de aula para fins educativos. Segundo a pesquisa TIC Educação 2013, o uso da tecnologia em sala de aula, ainda é voltado para aprender como utilizá-la, e a sua apropriação é um grande desafio.

Cotas raciais: “jeitinho” brasileiro

O sistema de cotas raciais, é um projeto criado pelo governo com o intuito de aumentar a presença de alunos negros, pardos e índios nas universidades. O projeto vem causando discórdia entre muitos, que acreditam que o sistema de cotas seja racista.

Polícia garante nossa segurança?

Na pesquisa de Índice de Progresso Social (IPS) feita em 2014 o Brasil foi considerado o 11º país mais inseguro do mundo devido a sua criminalidade. O nosso país recebeu nível 4 em uma escala de 1 a 5. Mas, o que fortalece tanto a criminalidade a ponto de ter um nível tão elevado?

O vício, aos olhos da sociedade

A utilização de meios que facilitem nossas vidas está cada vez mais disseminada, trazendo assim benefícios e malefícios a nossas vidas. O vício é simplesmente um hábito repetitivo que degenera ou causa algum prejuízo ao viciado e aos que com ele convivem. Vai muito além do uso de substâncias psicoativas, incluem também hábitos diários que afetam negativamente o nosso corpo, entre eles: jogos, medicamentos, café, televisão, redes sociais e até mesmo esportes. Sobre isso, muitos têm a mesma opinião, por vezes sem grandes fundamentos.