// arquivos

Arquivo de October, 2013

A lei seca tem duas mãos

A Lei Seca está agora mais rígida. De acordo com a Polícia Rodoviária Federal, mais de 35 mil acidentes ocorrem por ano e a maioria das causas é a ingestão de álcool. O álcool afeta o corpo humano em seus sentidos, prejudicando, assim, a capacidade motora de dirigir. Por isso quase não há mais tolerância alguma em relação aos índices de ingestão de álcool. Mas será que os limites mais drásticos vão reduzir os acidentes? – Por: Marina Zanetti.

Como superar o caos do trânsito

Em uma grande metrópole, como a cidade de São Paulo, está cada vez mais difícil a situação do transporte. São inúmeros os fatores que podem agravar o trânsito, como o mau tempo (garoa, chuva) dando consequência aos semáforos apagados ou enchentes. Carros e caminhões quebrados no meio da via, ruas estreitas, acidentes, sem falar nos motoqueiros, infringindo regras e deixando o trânsito mais caótico a cada dia. Com a facilidade de comprar carros parcelados, até a classe mais baixa está conseguindo adquirir carros populares , contribuindo assim para o excesso de veículos em circulação nas ruas de todo o país.

Prisão por ingestão de bombom?

Através da aprovação da nova Lei Seca o Brasil se tornou um dos 12 países do mundo com mais rigor em relação à embriaguez no volante. Com o novo limite do bafômetro a lei ficou mais “dura”, até mesmo um bombom que contenha licor ou o enxaguante bucal que contém álcool em sua fórmula podem fazer com que a pessoa seja detectada e punida, mas o cidadão pode solicitar por enxaguar a boa e esperar um tempo para que o exame seja repetido e que assim o álcool saia.

Tuning: a arte do momento

Nicolas de Moraes Rodrigo Mori O Tuning é um passatempo que consiste em alterar características de um carro para torná-lo diferente e único. Dessa forma, pode-se dizer que cada pessoa incorpora um pouco de sua personalidade ao seu veículo. É possível praticar tuning em qualquer componente do carro, desde rodas, pneus, suspensão, áudio e até […]

Violência fora dos campos

A maioria dos campeonatos disputados por times brasileiros tem como norma que sejam realizados dois jogos entre os times: um no seu estádio e o outro no do adversário. O jogo em seu estádio é visto como o mais propício à vitória do dono da casa, uma vez que os jogadores já estão acostumados com as dimensões do campo, contam com o incentivo extra da torcida local e com o fato de não ocorrer grandes deslocamentos dos atletas. Mesmo que esse conjunto de elementos sejam conhecidos por todos, a maioria dos times, anualmente, perde a possibilidade de jogar “em casa” devido ao comportamento de suas respectivas torcidas (em sua grande maioria uniformizada).

País do futebol… e do imposto

Este ano o Brasil bateu recorde na arrecadação de impostos: passamos dos 700 bilhões de reais. Os impostos estão presentes nos alimentos, nos bens de consumo, nos carros – basicamente, em tudo.

Congonhas, depois da tragédia

O dia 17/07 marcou o 6º ano desde o acidente aéreo, em Congonhas, sofrido por um Airbus A320 da TAM, que se chocou no prédio da própria companhia, situada em frente ao aeroporto. Atualmente, o prédio foi substituído por uma praça em homenagem às 187 pessoas a bordo daquele jato que falecerem naquele trágico dia. Quanto ao aeroporto, mudanças ocorreram.

Basquete, nos EUA e aqui

Depois de anos de progresso, a influência de um dos esportes mais reconhecidos no mundo vem gerando grande impacto na sociedade brasileira, demonstrando importância e transformando o gosto por tal atividade.

Belo Monte (não tão belo)

A construção da Usina Hidrelétrica de Belo Monte, no Rio Xingu, é um tema polêmico há mais de 20 anos. Se construída, causará grande impacto ambiental e cultural, desmatando a flora e ameaçando terras indígenas da região.

Caipirinha e Ak-47 de mãos dadas

Em 20 de fevereiro de 2013, o Brasil, representado por Michel Temer, e o presidente russo Dmitry Medvedev fecharam acordos em Brasília que abordavam temas de tecnologia, economia e educação. Com esses acordos, o objetivo do Brasil é progredir socialmente e melhorar os aspectos econômicos para que se torne um pais desenvolvido. Pelo fato de ser um acordo internacional que envolve temas como educação, ajuda também na imagem do Brasil.