// arquivos

Arquivo de March, 2013

Animais descartáveis

De acordo com Charles Darwin, “a compaixão para com os animais é das mais nobres virtudes da natureza humana”. Esse princípio, apesar de fundamental, parece ser ignorado por muitas pessoas que abandonam animais de estimação – atitude cujos índices continuam altos nas grandes cidades como São Paulo. Os animais atendem quem procura um companheiro, um protetor ou até um novo membro para a família; mas, no momento em que surgem dificuldades, muitos são deixados nas ruas. Essa falta de comprometimento e de responsabilidade contraria o bom senso e exibe uma mentalidade que precisa ser mudada em muitos donos: o pensamento de que os animais de estimação são meros objetos, facilmente descartáveis. – Por: Bruna Oliveira e Laura Saadia.

Medo e conflito

“Mas o mais valoroso dos seres humanos tem medo de si mesmo” – Lorde Henry, Capítulo II, O Retrato de Dorian Gray, Oscar Wilde

Bullying pode educar?

Caçoar de um amigo, pois cortou o cabelo ou perdeu no futebol, colar adesivos nas costas dos outros sem que percebam, entre outras brincadeiras infantis costumavam ser absolutamente normais. Porém, hoje, esses atos receberam um agressivo nome: bullying. O problema é que os adultos começaram a intervir excessivamente, fazendo com que a criança fique muito dependente dos pais, com dificuldade de se defenderem sozinhas.

MMA e UFC na avaliação médica

O Mixed Martial Arts (MMA) é um esporte que oferece muitos benefícios à saúde, mas que também pode provocar sérios danos. Com a rápida difusão do esporte pelo mundo, têm se levantado dúvidas quanto aos efeitos na saúde de seus praticantes. Como outros esportes que tem contato físico, principalmente no mundo das artes marciais, os riscos de contusões são inerentes à sua pratica. Apesar do estigma existente quanto à modalidade, as comissões organizadoras dos eventos vêm estabelecendo regras bem definidas para preservar a integridade física dos atletas, com acompanhamento médico integral.

Games matam?

Mas eles matam o que? Muitos pensam que eles matam pessoas, já outros pensam que eles também matam cultura e costumes. Atualmente, uma realidade muito triste e assustadora está cada vez mais frequente: o fato de adolescentes e crianças se suicidarem e /ou matarem colegas em escolas e ambientes públicos. A grande questão é por que isso acontece? Pensa-se que o grande culpado deses fatos sejam os games. Porem, será verdade? Será que a real causa desses acontecimentos são os jogos?

iAulas: A evolução da educação

Mochila pesada, diversos livros, cadernos, estojo, quadro negro. Até pouco tempo atrás, isso era sinônimo de educação de qualidade, mas, hoje em dia, as coisas estão mudando. Com o avanço da tecnologia, não é surpresa nenhuma que diversas instituições de ensino, no Brasil e no mundo, estejam substituindo os livros e os cadernos por tablets em sala de aula. Apesar de um pouco polêmica, a utilização da tecnologia em aula apresenta grandes vantagens: um tablet é muito mais leve e prático de ser carregado do que uma mochila cheia de livros e cadernos, além de evitar o desperdício de papel. Até mesmo as aulas mais maçantes ficam mais interessantes com o material, além de estimular o interesse e a conectividade com o mundo de uma geração que não tem o hábito de sequer pegar em um jornal.

Sacolas do medo

O que de fato as sacolas plásticas são capazes de causar ao meio ambiente? Elas podem gerar inúmeros problemas ao nosso planeta, como acelerar o aquecimento global, e ficam mais de 400 anos no planeta até se decompor por completo. As sacolas plásticas foram criadas no final da segunda revolução industrial por serem práticas, baratas de se produzir e muito eficientes. Porém, elas causam grandes problemas pelo seu agente químico que demora anos para se decompor.

A nova cara do sucesso

Com o crescente número de mulheres ingressando em universidades e a maior participação da mulher no mercado de trabalho, cada vez mais se vê os preconceitos e as raízes da nossa sociedade machista – os quais devemos cortar antes que seja tarde. Os papéis do homem de pagar as despesas da família e o da mulher de ficar em casa cuidando dos filhos estão ficando cada vez mais ultrapassados, e essas posições estão se invertendo cada vez mais. A partir da década de 80 as mulheres vêm desempenhado uma maior contribuição em nossa sociedade em relação ao trabalho.

Sua imagem é a sua cara?

Uma sociedade formada com base nos valores da mídia que insiste em taxar e julgar as pessoas pela imagem, sem ao menos saber seu nome.

Ir ou não ir? Eis a questão!

Atualmente, uma experiência muito procurada por jovens que cursam o Ensino Médio ou a universidade é o intercâmbio. Porém, a escolha de estudar no exterior acompanha inúmeras questões, como por que e para onde ir? Quanto tempo ficar? Quais são as vantagens e desvantagens?