// arquivos

Arquivo de October, 2011

Planejar, organizar, dirigir e controlar

Pode parecer difícil controlar a ansiedade na hora de planejar o futuro e escolher uma carreira. A administração pode ser tanto um caminho para conseguir se organizar durante processos difíceis quanto um ponto de chegada para quem cogita essa atuação profissional. Administração não é uma profissão que lida só com números, pois lida também com gente, direta ou indiretamente. Engana-se quem pensa que a vida desses profissionais se baseia em saldo, lucro, déficit, números e mais números. Existe muito mais por trás das cadernetas e dos computadores do que se pode imaginar. – Por: Ana Carolina Baptista e Bruna Andreghetti.

Relações (mais do que) públicas

Relações Públicas é uma carreira que visa principalmente o relacionamento de uma empresa, de uma organização ou de um profissional com determinados públicos. Em Relações Públicas é necessário dominar os processos de comunicação. Conversamos com Kelly Lobos, uma RP realizada e que desde sua adolescência se interessa pelas áreas de trabalho em que a comunicação é essencial.

Uma educação nas quadras

Alexandre Baller é técnico de basquete Mirim e Infanto-Juvenil no Esporte Clube Banespa em São Paulo. Formado em Educação Física, decidiu trabalhar com jovens no esporte. Como sempre gostou de basquete na adolescência, decidiu treinar jovens interessados por este esporte. Ele não tem como único objetivo formar grandes atletas, mas também mostrá-los que o esporte pode ser uma maneira divertida de cuidar da saúde, um hobby muito prazeroso. Muito querido pelos alunos, Baller diz que a forte cobrança que faz nos treinos tem o objetivo de melhorar suas performances, e que faz todo seu trabalho sempre pensando na saúde e felicidade dos que o praticam.

Conversando com as línguas

Claudia Louro, formada em Letras pela Universidade Católica de Petrópolis, ex-diretora da Cultura Inglesa, atualmente trabalha como professora particular de inglês. Ela conta sobre a sua carreira e os possíveis caminhos para quem quer fazer Letras.

O engenheiro por trás das obras

Por trás de todos os edifícios que admiramos todos os dias, existe alguém que os projeta e desenvolve com toda segurança e praticidade. Para conhecer melhor essa profissão, entrevistamos Hugo Andrade de Souza Júnior, formado em engenharia civil, arquitetura e direito, e tem atualmente 80 anos de idade. Entrevistamos também Luiz Haroldo da Silva Freire, engenheiro civil que trabalha com a manutenção e construção de escolas públicas, e possui 52 anos de idade. Esses engenheiros mostram a importância do trabalho até a movimentação do mercado de trabalho atual em engenharia.

Carreira engenhosa e eletrizante

Você está indeciso quanto ao seu futuro profissional e tem interesse em seguir na área de exatas? Existe uma carreira que está em crescimento e em falta no mercado de trabalho. Quando se pensa em engenharia, a primeira coisa em que se pensa é na engenharia civil, que é responsável por todas as construções, ou se pensa na engenharia mecânica, fundamental na produção automobilística, porem existem uma serie de outras engenharias que são extremamente importantes e que não se conhece muito como a química, a de produção e a elétrica. Mas afinal o que um engenheiro elétrico faz? Entrevistamos o engenheiro Oswaldo Jr. que trabalha desde os 14 anos junto da família e hoje tem sua própria empresa, a “Engov Engenharia e Design”.

Negócios entre países

Hoje em dia, com a enorme diversidade de profissões, há ainda muitas delas que não são muito reconhecidas pelas pessoas. O Comércio Exterior é, sem dúvida, uma profissão de grande importância para o país por nos aproximar de outras nações e ajudar na economia de forma significativa. Porém, o mercado para essa área está escasso de mão-de-obra qualificada. O objetivo deste texto é informar sobre essa importante profissão e, para isso, contamos com a ajuda de Tatiane Barazoli, 24 anos , uma profissional da área.

RI: Relações sem fronteiras

Com a atual globalização, as Relações Internacionais têm grande potencial de expansão, exigindo profissionais cada vez mais qualificados que devem dominar diversos idiomas, ter facilidade para negociações e visão global. Também devem analisar o contexto do cenário mundial, avaliar as possibilidades de negócios, investigar os mercados mais promissores e aconselhar os investimentos no exterior. Um pré-requisito exigido ultimamente é que os profissionais tenham interesse em tudo aquilo que acontece em outros países, além de dominar o inglês. Para esclarecer algumas dúvidas e curiosidades sobre essa profissão, entrevistaremos Thamires Aiello de Souza Lima, uma jovem de 22 anos estudante de relações internacionais.

A expressão artística

Pode-se dizer que artes plásticas é uma profissão conhecida pela maioria dos brasileiros, mas, infelizmente, é pouco explorada, deixando por muitas vezes de ter o reconhecimento que merece, pois não temos o hábito de visitar exposições, museus e galerias. Encontramos muito mais apreciadores lá fora, pois esse tipo de ”programa” está mais vinculado com a cultura. Para sabermos mais sobre essa profissão tão interessante, entrevistamos Eliana Rulli. Devido à sua admiração desde criança por desenhar e criar, Eliana se formou, em 1979, em artes plásticas na faculdade Belas Artes em São Paulo e logo começou a trabalhar como professora de artes. Depois de um tempo abriu o seu próprio ateliê em sua casa e faz parte de uma galeria chamada Mali Villas Boas.

Muito além do pensamento

A Filosofia refere-se ao campo da ciência que estuda o pensamento crítico e racional do ser humano. Tem como objetivo a reflexão, buscando novos significados, aprofundamentos e questionamentos, mesmo com respostas provisórias. Entrevistamos Homero Santiago, 37 anos, que atualmente trabalha no departamento de Filosofia da USP, como professor doutor.