// arquivos

Subjetividades

Esta categoria contém 36 posts

Luta contra a balança e o espelho

O ser humano é naturalmente vaidoso, e devido a isso sempre procuramos satisfazer nossos desejos estéticos para seguir o padrão corporal imposto pela mídia. Isto tem se agravado, principalmente, nos últimos tempos com o apelo midiático e com avanço das tecnologias digitais. Entretanto, até que ponto o ser humano está disposto a chegar para atingir tal padrão?

A beleza real

Atualmente, a aparência vai além da vaidade, ela passou a adotar um papel mais importante; ela transmite a originalidade, a personalidade e o estilo de vida de uma pessoa. Nas redes sociais estão surgindo diversos movimentos que incentivam as meninas a assumirem seus cabelos naturais, muitas vezes de origem afro, com o objetivo de combater o preconceito presente no Brasil há séculos. Estamos vivenciando uma verdadeira revolução na ditadura da beleza.

Techno, arte e indústria cultural

Todo mundo sabe o que é, ou já ouviu falar de música eletrônica. Recentemente, nossas telas foram tomadas por imagens de grandes festivais, como a Tomorrowland, nossas atenções foram voltadas aos grandes Mainstages e aos artistas que fazem parte do movimento EDM (Eletronic and Dance Music). Porém, ao mesmo tempo em que vemos essa indústria crescer e ruir, há diversas culturas acontecendo e se desenvolvendo nas sombras, no underground.

Papai Noel: uma crença saudável?

Ensinar para os filhos que Papai Noel e Coelho da Páscoa existem é uma tradição. Mas nem sempre, por ser uma tradição, resulta em hábito certo. Será que ao colocar essas crenças na cabeça da criança não estamos mentindo para ela e criando a possibilidade de magoá-la futuramente? Ou quem sabe pior: traumatizá-la.

O que fazer se não sei escolher?

Nesse nosso mundo agitado e conturbado, somos expostos a todos os tipos de situações estressantes e cansativas. Varia de pessoa para pessoa, tanto física como psiquicamente, a reação que cada um tem em relação a essa pressão a que somos submetidos. Mas podemos dizer que todos nós já passamos por momentos difíceis em que nos era esperado algo, mas uma incerteza nos fez duvidar a respeito do que fazer.

Tatuagem é pessoal, não pública

Na era pré histórica, em meio a tantas guerras e batalhas, os guerreiros e soldados se feriam facilmente, e muitas vezes sofriam graves cicatrizes . Aquelas marcas eram um sinal de bravura e de poder para os homens, que com o tempo passaram a se marcar voluntariamente, trabalhando seu corpo em desenhos e símbolos com significados pessoais, ou simplesmente por estética. A grande polêmica gerada pelas tatuagens é a transmissão de uma imagem suja, às vezes até rebelde, que influencia diretamente a vida de jovens que se candidatam a entrevistas de emprego e outros eventos em suas vidas profissionais.

A outra face da tristeza

A depressão, chamada de o mal do século XXI, está afetando cada vez mais jovens que, pressionados pelos padrões impostos pela sociedade e pelas mídias sociais, buscam a todo custo a “perfeição” – e, ao não obterem êxito em alcançá-la, frustram-se de forma gravíssima, resultando em uma série de problemas que somados, podem resultar na depressão. – Por: Bruna Brossa e Nathalie Calia.

O perigo do estresse

Qualquer pessoa já se sentiu estressada ou ao menos passou por uma situação estressante ao longo da vida. Porém, pode-se afirmar que o estresse hoje em dia é muito mais perigoso do que era antigamente. Muitos médicos afirmam que uma dose pequena de estresse pode ser benéfica para a saúde. Ultimamente isso se tornou uma questão preocupante, pois essa dose se tornou excessiva, o que vem causando vários problemas à saúde, principalmente em jovens.

A verdadeira inimiga da perfeição

O que faz um ser humano ser considerado ideal? Será ter o rosto perfeito, o corpo delgado ou uma aparência impecável? O conceito ideal de beleza varia consoante cada país e o que as pessoas parecem tentar atingir com a sua estética é perfeição. Comerciais de roupa mostram mulheres que são geralmente magras, altas e bronzeadas, com um sorriso incrível e olhos claros. Para os homens, um paradigma é ser alto, atlético e muscular. Um ditado conhecido é que não se deve julgar um livro pela capa, no entanto, pessoas em toda a parte do mundo fazem isso automaticamente e acreditam que a aparência exterior é mais importante do que a interior. Esses padrões impossíveis devem ser abolidos e, em vez disso, as pessoas devem começar a entender e aceitar que a beleza está presente de todas as formas e tamanhos.

A síndrome da juventude: o medo

Muitos jovens ficam ansiosos do nada e às vezes acham besteira, sem ter a consciência de que pode ser síndrome do pânico. O que é então a síndrome do pânico?