// arquivos

Esportes

Esta categoria contém 61 posts

O futebol no escanteio

O que precisamos, enfim, para recuperar a nossa identidade e o nosso futebol é aquele amor e a alegria nas pernas que o brasileiro tem por natureza. Só desse modo poderemos dar a volta por cima e retribuirmos toda expectativa e apoio que a torcida brasileira dá ao futebol de seu país.

Por que a Alemanha nos goleou?

No dia 8 de julho de 2014 o futebol brasileiro dava seu último suspiro: Alemanha fez 7 e o Brasil 1. O maior vexame na história do futebol brasileiro, perder por uma diferença de 6 gols, em casa, numa semifinal de Copa do Mundo, com direito a inúmeros recordes quebrados inclusive o mítico recorde de gols de Ronaldo fenômeno em Copas do Mundo e a maior goleada que o Brasil já levou.

Uma esperança olímpica

Apesar do título na Copa das Confederações, em 2013, contra uma seleção espanhola que parecia estar mais interessada no turismo sexual no país do que em futebol, a equipe continuou sem uma identidade definida e surgiram os primeiros comentários de que o Brasil sofria de Neymardependência. O que não era algo ruim. Até o momento em que o dono da farda de capitão mostrou ser um garoto mimado e ”estressadinho”. A superestrela passou a perder a cabeça não apenas em jogos, mas também em coletivas.

Torcidas únicas: mal necessário?

No dia 4 de abril de 2016, recebemos a triste notícia de que os clássicos no Estado de São Paulo passariam a ter torcida única até, pelo menos, o final do ano. Além disso, mais duas medidas foram tomadas: as torcidas foram proibidas de entrar nos estádios com faixas, roupas e utensílios que fazem alusão às organizadas e também os próprios clubes foram proibidos de doarem ingressos para a torcida uniformizada.

O país do futebol

Se no Brasil infelizmente o gosto pela literatura não é uma paixão de todos, não podemos dizer o mesmo do futebol. O esporte é o mais praticado no país, e consequentemente é também o mais importante. É o que faz dele parte de nossa cultura e meio socioeconômico. A beleza desse esporte não está apenas […]

Sucesso de bandeja

Criado por um branco canadense, o basquetebol surgiu na última década do século XIX. A atual divisão de elite foi fundada em 1946, quando a Liga Nacional fundiu-se com a Liga da América. Recebeu o nome de National Basketball Association, NBA. Com o fim da American Basketball Association – na década de 70 – a NBA consolidou-se como a elite do basquete mundial. Até os dias atuais, a liga é absoluta de modo que não há nenhuma competição de basquete que chegue próxima em quaisquer aspectos.

O contestado título de 1951

Após uma das maiores decepções da história do futebol brasileiro, a perda da Copa do Mundo de 1950 para o Uruguai no Brasil, houve um certo período de desencanto por parte da torcida e os estádios começaram a perder público. Como não era possível realizar outra Copa do Mundo, surgiu uma grande ideia por parte dos dirigentes de […]

A desvalorização feminina no esporte

Não é de hoje que são constatadas as descaradas diferenças sexistas entre homens e mulheres. As injustiças que se manifestam em diferenças salariais e posicionamentos sociais podem ser percebidas também no esporte, em que se ressalta o papel masculino, ofuscando a participação feminina. Seja pela discrepância física, preconceitos quanto a técnica e desenvolvimento e consequentemente falta de divulgação na mídia, as modalidades esportivas praticadas por mulheres acabam por não atingir um público mais amplo. Por: Giovanna Baccin.

Energicamente nutrido

Os tão famosos suplementos alimentares têm sido cada vez mais divulgados e procurados por muitas pessoas que querem ou necessitam aumentar a ingestão de certos nutrientes necessários para uma boa nutrição. Eles surgiram há algumas décadas, quando pouquíssimos indivíduos conheciam e tinham acesso, mas agora cada vez mais eles vêm se popularizando, se tornando mais conhecidos e procurados pelos consumidores. Porém, alguns deles possuem um custo altíssimo devido a sua qualidade e eficiência ou à sua procura no mercado consumidor.

Olimpíadas: estávamos prontos?

Com as Olimpíadas, a mídia nacional e internacional valorizou, com razão, os problemas do Rio de Janeiro e das instalações esportivas. Realmente, eram muitos os desafios a serem superados em tão pouco tempo. Apesar de a mídia estar mais atenta agora, o problema é antigo e há muito tempo sabido dos brasileiros: a política corrupta, que, infelizmente, se manifesta de diferentes formas.