// arquivos

Crítica Literária

Esta categoria contém 3 posts

Medo e conflito

“Mas o mais valoroso dos seres humanos tem medo de si mesmo” – Lorde Henry, Capítulo II, O Retrato de Dorian Gray, Oscar Wilde

O fim dos olhos

O que há por trás do espelho? Ou seja, o que há por trás de nós mesmos? Ao refletir, olhando para um espelho, primeiramente se vê o rosto físico e efêmero, instável e mutável, mas também há outro reflexo: o dos olhos, o da alma. Os olhos a que me refiro são os olhos definidos por João Guimarães Rosa em “O Espelho” como infinitos: são a porta para o transcendente. Por isso, o espelho é um instrumento perigoso: pode nos mostrar que não temos os olhos infinitos, reflexo da alma, mas só os globos físicos e palpáveis; pode nos trazer a consciência de nós mesmos. E a jornada por dentro de nós mesmos é a maior jornada que há, realmente não tem fim. – Por: Ana Paula Muche Schiavo

Fare un giro in bicicletta – a Itália sobre duas rodas

Em uma época de relativa dificuldade para encontrar bons empregos e cursar boas faculdades, alguns aspectos da formação dos estudantes podem aumentar suas chances no mercado – como conhecimento cultural, domínio de mais de um idioma, visão ampliada de situações que possam enfrentar, autoconfiança, capacidade de resolver problemas com poucos recursos à mão, entre outros. É com esse intuito que se apresenta aqui um breve guia turístico da Itália: não o comum, mas um guia para ser usado sobre duas rodas. Eis a chance de misturar cultura, diversão e aventura. – Por: Giuliano Ferrari